quinta-feira, 30 de junho de 2011

4º Selinho

Oie Galera,
Passando para postar esse selinho lindo aí em cima.
Mais um belíssimo presente da Querida Patrícia, dona do Blog:
Meu Infinito particular
Muito Obrigada...
Beijos a todos e um ótimo dia...
Fiquem com Deus!

terça-feira, 28 de junho de 2011

[...]



"Se, por um instante, Deus se esquecesse de que sou uma marionete de trapo e me presenteasse com um pedaço de vida, possivelmente não diria tudo o que penso, mas, certamente, pensaria tudo o que digo.
Daria valor às coisas, não pelo que valem, mas pelo que significam.
Dormiria pouco, sonharia mais, pois sei que a cada minuto que fechamos os olhos, perdemos sessenta segundos de luz. Andaria quando os demais arassem, acordaria quando os outros dormem. Escutaria quando os outros falassem e gozaria um bom gelado de chocolate.
Se Deus me presenteasse com um pedaço de vida, vestir-me-ia com simplicidade, deitar-me-ia de bruços no solo, deixando a descoberto não apenas meu corpo, como minha alma. Deus meu, se eu tivesse um coração, escreveria o meu ódio sobre o gelo e esperaria que o sol saísse. Pintaria, com um sonho de An Gogo, sobre estrelas, um poema de Mário Benedetti e uma canção de Serrat -seria a serenata que ofereceria à Lua. Regaria as rosas com as minhas lágrimas para sentir a dor dos espinhos e o encarnado beijo de suas pétalas. Deus meu, se eu tivesse um pedaço de vida, não deixaria passar um só dia sem dizer às gentes - amo-vos, amo-vos.
Convenceria cada mulher e cada homem que são os meus favoritos e Viveria apaixonado pelo amor. Aos homens, provar-lhes-ia como estão enganados ao pensarem que deixam de apaixonar-se quando envelhecem, sem saber que envelhecem quando deixam de apaixonar-se. A uma criança, dar-lhe-ia asas, mas deixaria que aprendesse a voar sozinha. Aos velhos, ensinaria que a morte não chega com a velhice, mas com o esquecimento. Tantas coisas aprendi com vocês, os homens... Aprendi que toda a gente quer viver no cimo da montanha, Sem saber que a verdadeira felicidade está na forma de subir a escarpa. Aprendi que, quando um recém-nascido aperta, com a sua pequena mão, pela primeira vez, o dedo de seu pai, o torna prisioneiro para sempre. Aprendi que um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para Baixo para ajudá-lo a levantar. São tantas as coisas que pude aprender com vocês, mas, finalmente, não poderão servir muito porque quando me olharem dentro dessa maleta, infelizmente estarei morrendo."

terça-feira, 21 de junho de 2011

Na Vida!



Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajectos, quem não muda de marca, não arrisca vestir uma cor nova e não fala com quem não conhece.
Morre lentamente quem faz da televisão seu guru.
Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o escuro ao invés do claro e os pingos nos is a um redemoinho de emoções, exactamente a que resgata o brilho nos olhos, o sorriso nos lábios e coração ao tropeços.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto, para ir atrás de um sonho.
Morre lentamente quem não se permite, pelo menos uma vez na vida, ouvir conselhos sensatos.
Morre lentamente quem não viaja, não lê, quem não ouve música,quem não encontra graça em si mesmo.
Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da sua má sorte, Ou da chuva incessante.
Morre lentamente quem destrói seu amor próprio, quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente quem abandona um projecto antes de iniciá-lo, nunca pergunta sobre um assunto que desconhece e nem responde quando lhe perguntam sobre algo que sabe.
Evitemos a morte em suaves porções, recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior que o simples ar que respiramos.
Somente com infinita paciência conseguiremos a verdadeira felicidade.

domingo, 19 de junho de 2011

Apenas um breve Desabafo




Depois de tanto tempo passando pela vida de olhos vendados, me dei conta de como ando deixando sonhos perdidos em minha caminhada, minhas prioridades estão sendo esquecidas.
A vida ta passando e eu to ficando aqui parada, no comodismo, esquecendo de vivê-la, me vejo estacionada no tempo, tantas coisa deixei de fazer, tantos sonhos deixe de realizar. E minhas prioridades onde estão? – me faço essa pergunta sempre.
Mas agora basta. Preciso tomar uma decisão e assumir novamente o rumo da minha vida...
Cansei de ficar aqui apenas sentada, olhando a vida passar por uma janela.
Não quero apenas vê a chuva cair lá fora e sentir apenas o cheirinho de terra molhada, quero ir lá, tomar um banho de chuva daqueles que lava até a alma.
E disso que estou precisando, Viver!
Reviver meus sonhos, ainda a tempo de realizá-los, minhas prioridades precisam ser cumpridas e em primeiro lugar vem a minha felicidade.
Cansei de tentar se perfeita, eu não sou, também cometo erros e sei reconhecer quando estou errada, o que adianta fazer tudo por aqueles que nada fazem por mim...
Quero e viver minha vida, me arrisca pela minha felicidade, aproveitar, batalhar pelos meus sonhos.
Quero poder acorda e ir dormi todos os dias sabendo que estou no caminho certo, que estou fazendo o melhor para mim.

3º Selinho

Olá Galera.


Vim aqui para falar desse selinho aí em cima.
Presente da Patrícia
Em comemoração aos seus 400 seguidores do Blog: Meu infinito particular. 
www.pathyoliver.blogspot.com

E eu fiz parte desse grupo e me sinto grata pelo presentinho.
Um Lindo Blog...
Obrigada!
Beijos a todos e um ótimo Domingo!
  

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Sonhe...

Quando temos um sonho, devemos criar
um campo de fé para que ele se realize.
Ele pode surgir na inocência da nossa criança eterna,
pode nos visitar na fértil imaginação adolescente
ou pode encher os nossos olhos enquanto
amadurecemos para a vida. Esse campo que criamos
é feito das sutilezas que o olhar de nossa Alma registra
para nos lembrar que todo sonho pode se tornar realidade.
O mundo está sendo criado a partir dos visionários
que, corajosamente, dizem:
"Eu tenho um sonho..."

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Decidi...



E assim, depois de muito esperar, num dia como outro qualquer, decidi triunfar...
Decidi não esperar as oportunidades e sim, eu mesmo buscá-las.
Decidi ver cada problema como uma oportunidade de encontrar uma solução.
Decidi ver cada deserto como uma possibilidade de encontrar um oásis.
Decidi ver cada noite como um mistério a resolver.
Decidi ver cada dia como uma nova oportunidade de ser feliz.
Naquele dia descobri que meu único rival não era mais que minhas próprias limitações e que enfrentá-las era a única e melhor forma de as superar.
Naquele dia, descobri que eu não era o melhor e que talvez eu nunca tivesse sido.
Deixei de me importar com quem ganha ou perde.
Agora me importa simplesmente saber melhor o que fazer.
Aprendi que o difícil não é chegar lá em cima, e sim deixar de subir.
Aprendi que o melhor triunfo é poder chamar alguém de"amigo".
Descobri que o amor é mais que um simples estado de enamoramento, "o amor é uma filosofia de vida".
Naquele dia, deixei de ser um reflexo dos meus escassos triunfos passados e passei a ser uma tênue luz no presente.
Aprendi que de nada serve ser luz se não iluminar o caminho dos demais.
Naquele dia, decidi trocar tantas coisas...
Naquele dia, aprendi que os sonhos existem para tornar-se realidade.
E desde aquele dia já não durmo para descansar...
Simplesmente durmo para sonhar.

domingo, 5 de junho de 2011

Queria...



Queria me perder em seus abraços fortes,
Seus olhos claros,
Seu sorriso largo,
Seu beijo molhado.

Queria me perder em suas doces palavras,
Em seus carinhos,
Em suas mãos a me acariciar,
Em seu jeito de me tratar.

Queria me perder no tempo contigo,
Esquecer os dias,
Amar sem limites,
Aproveitar o que a vida nos proporcionar de melhor.

Queria amar-te sem medo,
Entregar-me a ti sem receios,
Abraçar- te sem culpa,
Amar-te sem dúvidas do que realmente sinto.

A verdade é que queria apenas ser feliz contigo, apenas isso...

(...) Reme Comigo





”Olha, eu sei que o barco tá furado e sei que você também sabe, mas queria te dizer pra não parar de remar, porque te ver remando me dá vontade de não querer parar também.Tá me entendendo? Eu sei que sim. Eu entro nesse barco, é só me pedir. Nem precisa de jeito certo, só dizer e eu vou. Faz tempo que quero ingressar nessa viagem, mas pra isso preciso saber se você vai também. Porque sozinha, não vou. Não tem como remar sozinha, eu ficaria girando em torno de mim mesma. Mas olha, eu só entro nesse barco se você prometer remar também! Eu abandono tudo, história, passado, cicatrizes. Mudo o visual, deixo o cabelo crescer, começo a comer direito, vou todo dia pra academia. Mas você tem que prometer que vai remar também, com vontade! Eu começo a ler sobre política, futebol, ficção científica. Aprendo a pescar, se precisar. Mas você tem que remar também. Eu desisto fácil, você sabe. E talvez essa viagem não dure mais do que alguns minutos, mas eu entro nesse barco, é só me pedir. Perco o medo de dirigir só pra atravessar o mundo pra te ver todo dia. Mas você tem que me prometer que vai remar junto comigo. Mesmo se esse barco estiver furado eu vou, basta me pedir. Mas a gente tem que afundar junto e descobrir que é possível nadar junto. Eu te ensino a nadar, juro! Mas você tem que me prometer que vai tentar, que vai se esforçar, que vai remar enquanto for preciso, enquanto tiver forças! Você tem que me prometer que essa viagem não vai ser a toa, que vale a pena. Que por você vale a pena. Que por nós vale a pena.
Remar.
Re-amar.
Amar.

 Texto lindo, e mais uma texto que expressa tudo que estou sentindo.

Venha comigo nessa viajem, reme junto comigo, me de forças para prosseguir, não me deixe desistir, por favor!
♥ E aí, vem comigo?